Começaram em Portugal, em 2014, e desde o ano passado operam em Espanha, na região de Saragoça. Os megacamiões da Luís Simões reduzem em 30% as emissões de CO2.

A operadora portuguesa assume-se como pioneira na utilização de conjuntos euro-modulares de 25,25 metros na Península Ibérica, contando actualmente com uma frota de dez Gigaliners.

Em Portugal, onde iniciou as operações com o transporte de papel para o porto da Figueira da Foz, o conjunto é constituído por um camião de três eixos acoplado a um dolly (pequeno chassi composto por dois eixos, conduzido por uma lança móvel em tudo semelhante a um reboque) com um prato de engate que permite o acoplamento de um semirreboque de 13,6 m.

Em Espanha, o transporte é também de papel e cartão canelado, mas a solução escolhida é mais versátil que a portuguesa. São conjuntos constituídos por tracção de 2 eixos, link trailer e semirreboque convencional, e um conjunto com tracção de 2 eixos, semirreboque de 13,6m rebocador e reboque de 2 eixos.

“Optámos por configurações distintas das de Portugal, dado que oferecem mais flexibilidade, em caso de quebras de fluxos. É possível utilizar sempre dois elementos de cada conjunto de uma forma isolada, permitindo reduzir ineficácias operativas e optimizar o investimento. Oferece a possibilidade de utilizar combinações longas quando é permitido, e combinações curtas quando necessário”, refere Cláudia Trindade, Gestora de Frota Ibérica da Luís Simões, citada no comunicado em que é feito um balanço da utilização dos Gigaliners.

A solução “presenta ganhos ambientais que reduzem em cerca de 30% das emissões de dióxido de carbono por tonelada transportada. Regista-se uma maior eficiência, resultado da redução de custos de exploração/tonelada transportada, por via do menor consumo de combustível e esforço de investimento. Por fim, verifica-se menor desgaste das vias rodoviárias, com uma redução de um terço da pressão nas vias, tendo em conta que 2 Gigaliners substituem 3 conjuntos convencionais”, sustenta a operadora.

Em consequência, a Luís Simões diz-se apostada em ampliar a utilização dos megacamiões, com benefícios comprovados para todos.

 

Os comentários estão encerrados.