A GLS anunciou o alargamento do serviço de entregas flexíveis a mais quatro países, entre os quais Portugal. Os outros são Itália, Finlândia e Bulgária.

No total passam a ser 21 os países a contar com o FlexDeliveryService internacional do operador logístico. “A integração de outros quatro países nos mercados já interconectados pelo serviço de entrega flexível assinala um novo marco nos nossos serviços à escala europeia”, indica, citada pela assessoria de imprensa, a directora de comunicação e marketing do grupo GLS, Anne Putz.

“As lojas online e os seus clientes, em particular, obtêm benefícios deste serviço, já que, fazer a entrega de acordo com a escolha feita pelo destinatário complementa a experiência de compra internacional”, explica a mesma responsável.

A GLS informa que os compradores online recebem informações sobre o envio no idioma do país de destino, independentemente de qual dos 21 mercados interconectados onde estiver a efectuar a encomenda. Dependendo do país, os clientes têm opções diferentes para estabelecer a hora e o local de entrega, assim como uma nova data de entrega, um endereço alternativo ou entrega numa ParcelShop.

 

 

Tags:

Comments are closed.