Três meses é o prazo “desejável” fixado pelo Governo para renegociar com a PSA de Singapura a concessão do Terminal XXI de Sines.

Governo e PSA Singapura vão renegociar o Terminal XXI de Sines

O Executivo nomeou hoje, por despacho, a comissão que irá renegociar a concessão do terminal de contentores de Sines, na sequência da apresentação, pela concessionária, de uma proposta formal de investimento na ampliação daquela infra-estrutura, tendo como contrapartida o aumento do prazo da exploração do terminal.

No despacho hoje publicado em Diário da República, a ministra do Mar e o secretário de Estado Adjunto e das Finanças sustentam estarem agora “reunidas as condições necessárias para que seja iniciada a renegociação do contrato de concessão do Terminal XXI entre a PSA Sines – Terminais de Contentores, S. A. e a APS – Administração do Porto de Sines, S. A.”.

O investimento proposto pela PSA Sines corresponderá à terceira fase de expansão do Terminal XXI, já prevista na Estratégia para o aumento da competitividade dos portos apresentada no ano passado pelo Governo. Estará em causa a duplicação da capacidade do terminal, para a casa dos quatro milhões de TEU/ano, o que implicará o prolongamento do cais, o aumento dos terraplenos, mais equipamentos e trabalhos de protecção marítima.

A PSA Sines tem actualmente o monopólio da movimentação de contentores em Sines, ma deverá perdê-lo assim avance a concessão do novo terminal, para já denominado de Vasco da Gama, cujo concurso poderá avançar ainda este ano.

 

This article has 2 comments

  1. É inaceitável que a MINISTRA DO MAR ANA PAULA VITORINO tenha demorado 3 anos não a terminar mas a iniciar as negociações da concessão do TXXI, com esta demora coincide exactamente com a perda de mercado face aos 3 concorrentes espanhóis e 1 marroquino assim com políticos destes é só perder crescimento !

  2. Infelizmente as más notícias para Sines não param de chegar, como se não bastasse a MINISTRA DO MAR o porto de Algeciras,, maior concorrente de Sines mesmo ao lado no Mediterrâneo, vai lançar novo concurso para novo terminal de contentores à chinesa COSCO e assim dizer “ADEUS” à sua concorrência, adeus Sines !