O ministro das Infraestruturas quer “envolver o país num grande debate sobre a ferrovia portuguesa” para a elaboração de um plano ferroviário nacional.

“Queremos lançar um debate nacional” e apresentá-lo “depois de termos conseguido envolver o país num grande debate sobre a ferrovia portuguesa”, defendeu Pedro Nuno Santos, durante a sua intervenção no encontro
“Os Desafios da Indústria Ferroviária Nacional”, em Lisboa.

Lembrando que o programa do Governo prevê um plano para a ferrovia em Portugal, o ministro adiantou que aquele debate será lançado “em tempo”. Segundo o governante, a ideia é pensar “colectivamente” num plano para a ferrovia “livre de constrangimentos orçamentais”.

Questionado sobre uma possível concessão a privados da Linha de Sintra, o ministro reiterou que nos próximos “10 mais cinco anos a CP é o operador [ferroviário] em todo o país”, rejeitando a ideia de que as empresas privadas
conseguem fazer o que o Estado não consegue. “A CP é mesmo a melhor solução para o serviço ferroviário em Portugal”, sublinhou.

This article has 2 comments

  1. Portugal inteiro já percebeu que o PORTUGAL 2020 foi substituído pelo PORTUGAL 2030, A Costa é assim lol

  2. Luis Pereira tem razão: não desfazendo no actual Ministro das infraestruturas, não esquecer que o 1º Ministro e o das Finanças são os mesmos do governo anterior que iniciaram uns pequenos remendos nas infra estruturas, muito pouco ou nada se vê no material circulante, etc, etc. … não esquecendo o inefavel ministro que foi para Bruxelas.