O Governo não tem um plano alternativo à construção do aeroporto do Montijo, que o primeiro-ministro diz ser a “solução possível”.

António Costa admitiu hoje que “não há plano B” para a construção de um novo aeroporto complementar de Lisboa caso o Estudo de Impacto Ambiental chumbe a localização no Montijo.

No debate quinzenal no Parlamento, a coordenadora do BE, Catarina Martins, voltou a criticar a decisão do Governo de assinar com a ANA um acordo para o novo aeroporto no Montijo sem o EIA, questionando o que irá
fazer o Governo caso o projecto seja chumbado pelo referido estudo.

“Pergunta se há plano B. Não, não há plano B. O que há é um enorme problema que teremos que arcar às costas durante 10 a 15 anos porque aí a solução teria que ser pelo menos 10 a 15 anos para construir um novo aeroporto de raiz, em condições de financiamento que nenhum de nós sabe dizer quais são”, afirmou António Costa.

Segundo o primeiro-ministro, não se pode “renunciar a resolver um problema que se tornou urgente para a economia portuguesa”.

“Neste momento nós já não estamos a discutir qual é a solução ideal; aquilo que temos para discutir é qual é a solução que é possível agora, a melhor solução possível agora, para responder aos problemas que temos agora”, defendeu.

“Não é segredo para ninguém que eu fui de um dos principais defensores de uma solução que passava pela construção de um novo aeroporto há 10 anos no campo de tiro de Alcochete e que fosse financiado através da privatização da ANA”, lembrou.

Na opinião do primeiro-ministro, o que “aconteceu nestes 10 anos foi confirmar, pela evolução da procura do aeroporto de Lisboa, que quem dizia que era urgente fazer um aeroporto tinha razão e que quem dizia que as previsões eram megalómanas estava errado”.

António Costa voltou a garantir que “não haverá aeroporto no Montijo” se o Estudo de Impacto Ambiental não o permitir. Mas sublinhou que a expansão da Portela não está dependente do EIA.

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*