O movimento de mercadorias nos principais nos principais portos do Continente acelerou em Abril, elevando os volumes acumulados em 2015 para a casa dos 28,6 milhões de toneladas. Um recorde absoluto e um ganho homólogo de 13%. Só em Abril, Sines cresceu 72%!

Sines

Os granéis líquidos, que em tempos recentes penalizaram os resultados dos portos de Sines e de Leixões, surgem agora como a principal alavanca do crescimento alcançado. Nos primeiros quatro meses do ano, contabilizaram-se 10,7 milhões de toneladas, mais 28,5% que no período homólogo de 2914.

Os granéis sólidos totalizaram 6,4 milhões de toneladas (mais 12,8%), enquanto a carga geral apenas progrediu 1,8% para os 11,5 milhões de toneladas.

Por causa dos granéis líquidos mas não só, Sines foi o porto que mais cresceu nos primeiros quatro meses do ano: 32,3% até aos 13,9 milhões de toneladas, 48,4% do total agregado dos sete portos considerados no relatório do IMT.

Além de Sines, também Leixões e Aveiro atingiram no final de Abril os melhores resultados de sempre. Leixões somou 6,1 milhões de toneladas (mais 4,6% em termos homólogos) e Aveiro chegou aos 1,6 milhões de toneladas (mais 4,9%). Mesmo sem recorde, a Figueira da Foz avançou 6,9% para cerca das 698 mil toneladas.

Contra a corrente, Lisboa perdeu 4,5% e ficou-se nos 3,8 milhões de toneladas; Setúbal caiu 9,5% até aos 2,5 milhões de toneladas; e Viana do Castelo afundou 21,9% com apenas 141 mil toneladas.

Em Abril, o movimento de mercadorias nos sete maiores portos do Continente disparou 23,7% até aos 7,7 milhões de toneladas. Destacou-se Sines, a crescer 71,5% para os 3,9 milhões de toneladas, superando a fasquia dos 50% das cargas movimentadas em todos os portos considerados.

Aveiro registou um recorde de 453 mil toneladas (mais 17,4%) e Leixões avançou 2,6% para os 1,6 milhões de toneladas. Ao invés, Viana do Castello caiu 43% (para 38 mil toneladas), Setúbal 19,3% (para 611 mil toneladas), Figueira da Foz 16% (para 173 mil toneladas) e Lisboa 3,4% (até às 959 mil toneladas).

 

Comments are closed.