A Grécia deverá avançar com a terceira fase das privatizações portuárias no Outono. É nessa altura que o HRADF, o fundo público responsável pelas privatizações, deverá lançar os concursos para mais dez portos do país.

Grécia quer concessionar a privados mais dez portos

A prioridade das autoridades gregas vai para quatro portos no Norte do país, três em Attica e o de Patra. Alexandroupolis e Corfu serão, de acordo com os analistas, os portos que despertarão mais interesse.

No início do ano, a Grécia alienou a Autoridade Portuária de Salónica à South Europe Gateway Thessaloniki Limited (SEGT) por 231,9 milhões de euros. Antes, foi a vez do Porto do Pireu passar para o controlo da chinesa Cosco.

Nesta terceira fase de privatizações, porém, e ao contrário do acontecido nos dois primeiros portos, o governo grego  deverá optar por contratos de PPP para “incentivar a chegada de investidores com conhecimentos e experiência específicos, garantindo, ao mesmo tempo, os melhores interesses do público”.

A privatização dos activos portuários (e não só) foi imposta pela “troika” aquando do resgate financeiro da Grécia.

 

 

 

 

Comments are closed.