Farto de esperar por uma resposta do Ministério das Finanças, o Sindicato Nacional dos Trabalhadores do Sector Ferroviário (SNTSF) anuncia para o próximo dia 28 o reinício da greve ao trabalho extraordinário.

A decisão foi tornada pública depois da reunião que hoje juntou os representantes dos trabalhadores e a administração da CP, na qual se ficou a saber que o Governo, através do Ministério das Finanças, ainda não respondeu ao acordo firmado a 21 de Abril.

O referido acordo, que motivou a desconvocação da greve então prevista, previa a aplicação das regras do Acordo de Empresa, no relativo ao trabalho extraordinário, uma vez que se considerava serem as mais favoráveis para as contas da CP e da CP Carga.

A verdade é que, acusa o SNTSF, até hoje a administração da CP não recebeu o ok das Finanças para aplicar este regime de “excepção” às novas regras da contratação nas empresas públicas.

Assim sendo, os ferroviários preparam-se para retomar a greve ao trabalho extraordinário a partir do próximo dia 28, inclusive. A última paralisação do género prolongou-se por cerca de dois meses.

Entretanto, ao que o TRANSPORTES & NEGÓCIOS apurou junto de uma fonte da CP Carga, a actividade da empresa já estará a ressentir-se da rigidez imposta pelas novas regras de contratação, que limitará a flexibilidade operacional para responder às solicitações dos clientes.

Comments are closed.