A Grounforce Portugal anunciou um resultado líquido negativo de 1,5 milhões de euros em 2012, que compara com as perdas de 11,1 milhões de euros em 2011.

Tal como os responsáveis da empresa anteciparam, ainda não foi em 2012 que a Groundforce fechou as contas no azul, mas ainda assim o resultado líquido foi substancialmente inferior ao limite de quatro milhões de euros de perdas apontado ainda no final do ano transacto.

O resultado agora anunciado é o melhor desde 2006.

Em 2012, a Groundforce, agora controlada pelo grupo Urbanos, assistiu 80 556 movimentos e processou 14,7 milhões de passageiros e 97 mil toneladas de carga. O comunicado divulgado não indicou os resultados homólogos do exercício anterior.

A empresa reclama a liderança do mercado nacional de handling aeroportuário, com uma quota “na ordem dos 62%”.

Desde Março, a Groundforce é liderada por Guilhermino Rodrigues, ex-presidente da ANA.

A Groundforce aguarda ainda a renovação das licenças para operar nos aeroportos de Lisboa e Porto. O objectivo para este ano, há muito anunciado, passa por regressar aos lucros.

Comments are closed.