O Banco Espírito Santo foi um dos financiadores do investimento de 240 milhões de dólares do Grupo TCB no novo terminal de contentores de Buenaventura, na Colômbia.

O novo terminal de contentores de Buenaventura já está a operar desde o início de Março mas só agora foi formalmente inaugurado, na presença de cerca de 900 convidados.

Nesta primeira fase, o novo terminal dispõe de uma frente de cais de 480 metros, com fundos de -14 metros, e um parque de contentores de 14 hectares. A movimentação das cargas é assegurada por dois pórticos de cais pós-panamax e sete RTG.

O novo terminal de contentores de Buenaventura tem por si o facto de estar muito próximo do canal do Panamá, ser equidistante à América do Norte e à América do Sul e ser o terminal sul-americano mais próximo do Extremo Oriente.

Neste primeiro ano, o Grupo TCB prevê movimentar 250 mil TEU em Buenaventura. Mas a capacidade do terminal será de um 1,3 milhões de TEU/ano.

O investimento na Colômbia insere-se na política de internacionalização do Grupo TCB, com a aposta preferencial em mercados emergentes.

O Grupo TCB, que vai buscar o nome ao Terminal de Contentores de Barcelona, é o maior operador ibérico de terminais de contentores. A empresa é participada pela portuguesa Finpro, uma holding integrada pela CGD, Américo Amorim e os herdeiros de Horácio Roque.

Comments are closed.