A Hamburg Süd poderá juntar-se em breve à aliança Ocean Three, antecipa a Drewry.

Hamburg Süd

A consultora justifica a previsão pela crescente cooperação que tem havido entre a companhia alemã e a CMA CGM, CSCL e UASC, que compõem a aliança.

O último serviço conjunto anunciado é uma ligação entre o Extremo Oriente e a costa Leste dos EUA através do Canal do Panamá. O AAE3 será assegurado por dez navios de 4 200 TEU, sendo um da Hamburg Süd.

 

Também no recente balanço do ano de 2014 os responsáveis da companhia germânica admitiram a disponibilidade, e até mesmo o interesse, em integrar a aliança. Nesse sentido, foi dito, é possível que a Hamburg Süd venha a investir em mega-navios para cumprir com a sua quota-parte de capacidade nos actuais ou futuros serviços.

Se a “Ocean Four” vier a concretizar-se, continuará a ter menor capacidade de transporte do que a aliança 2M – que integra a CMA CGM e a MSC –, considera a Drewry.

Mas terá vantagem competitiva na oferta dos serviços Este-Oeste e Norte-Sul, facto que poderá, segundo a Drewry, forçar as outras aliança a procurarem ter oferta nessa área.

Ainda segundo a consultora, o risco de nova descida dos preços dos fretes após a eventual entrada da Hamburg Süd na Ocean Three é reduzido.

 

 

 

 

Os comentários estão encerrados.