Com a ajuda da CSAV e da baixa do preço do crude, a Hapag-Lloyd atingiu em 2015 lucros operacionais de 366,4 milhões de euros, que contrastam com as perdas de 382,8 milhões de euros do exercício anterior.

Hapag-Lloyd

De acordo com os resultados preliminares não auditados da companhia alemã, o EBITDA no ano passado foi de 831 milhões de euros, contra 98,9 milhões em 2014.

As receitas ascenderam, em 2015, a 8,8 mil milhões de euros, mais dois mil milhões do que no exercício anterior. A principal razão para este aumento é a fusão com o negócio de contentores da chilena CSAV, ocorrida em Dezembro de 2014. Com ela, os volumes transportados ascenderam a 7,4 milhões de TEU (5,9 milhões no ano anterior).

Foram transportados mais contentores mas a uma tarifa média mais baixa – 1 225 dólares/TEU contra 1 427 dólares/TEU em 2014. Valeu que o valor médio do preço do combustível caiu de 575 para 312 dólares a tonelada.

Os capitais próprios da Hapag-Lloyd a 31 de Dezembro último eram de cinco mil milhões de euros, valor que compara com os 4,2 mil milhões do mesmo dia de 2014. As reservas de liquidez eram, no fim de 2015 de 962,4 milhões, ao passo que a líquida dívida era de 3 334 milhões de euros.

Os resultados definitivos da Hapag-Lloyd relativos ao exercício de 2015 serão apresentados no próximo dia 23 de Março.

 

 

 

 

Os comentários estão encerrados.