A Hapag-Lloyd e a CSAV confirmam a existência de negociações mas garantem que não há ainda acordo sobre uma fusão ou qualquer outra forma de parceria.

Anos volvidos sobre uma primeira tentativa, a Hapag-Lloyd e a CSAV estarão a discutir uma possível aproximação no negócio de transporte marítimo de contentores, incluindo a fusão das duas companhias.

O Die Welt noticiou há dias que dirigentes das duas companhias se encontraram, há duas semanas, em Miami, para discutirem cenários de colaboração. Agora, ambas confirmaram, em comunicado, a existência de conversações, garantindo embora que não foi ainda atingido qualquer acordo.

Já este ano, a Hapag-Lloyd discutiu, sem sucesso, uma possível fusão com a Hamburg Süd. A companhia germânica busca novos accionistas, para crescer e para resolver, de uma vez por todas, a saída da Tui do seu capital.

A CSAV, sob a gestão da família Luksic, renasceu das cinzas e parece agora apostada em crescer, autonomamente ou em parceria.

As duas companhias encaixam bem uma na outra, em termos de cobertura geográfica dos respectivos networks, com a Hapag-Lloyd mais enfocada nos tráfegos Ásia-Europa e a trans-Atlântico, e a CSAV mais voltada para as ligações Norte-Sul e para os fluxos Ásia-América do Sul.

De acordo com os dados coligidos pela Alphaliner, a Hapag-Lloyd é n.º 6 mundial, com uma quota de mercado (em termos de capacidade) de 4,1%, enquanto o Grupo CSAV é 20.º, com 1,5%.

Comments are closed.