A Hapag-Lloyd aumentou de forma significativa o resultado operacional em 2017. Os dados preliminares não auditados apontam para um EBIT de 411 milhões de euros, mais do triplo dos 126 milhões de 2016.

O lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações (EBITDA) subiu para 1 055 milhões de euros (607 milhões em 2016). A margem EBITDA cresceu para 10,6% em comparação com 7,9% no exercício anterior.

Quanto às receitas, aumentaram para dez mil milhões de euros, acima dos 7,7 mil milhões de 2016, também apoiadas por um preço médio dos fretes melhorado (1 051 dólares/TEU contra 1 036 dólares/TEU no ano anterior).

Também os volumes da companhia germânica cresceram. O incremento foi de 29% para 9,8 milhões de TEU (7,6 milhões de TEU em 2016).

“Além de um desenvolvimento positivo do volume mundial de transporte de contentores e uma ligeira recuperação dos preços dos fretes, essa evolução foi impulsionada principalmente pela fusão com a UASC”, refere a nota de imprensa da Hapag-Lloyd.

Comments are closed.