A portuguesa HiFly recebeu em Toulouse o primeiro de nove A330neo encomendados à Airbus. A companhia de Paulo Mirpuri também quer mais A380.

Com esta aquisição, a HiFly reivindica ser a primeira companhia wet lease do mundo a disponibilizar um A330neo no mercado. Isto depois de ter sido a primeira – e ainda única – a operar um Airbus A380.

Tradicionalmente, as companhias que operam no mercado de wet lease utilizam aviões em segunda mão (é o caso do A380, que antes voou na Singapore Airlines). Porém, desta feita, a HiFly decidiu investir em aviões a estrear.

Os nove A330neo destinam-se a substituir os A330 da frota da companhia portuguesa, mais velhos e mais gulosos (cerca de 14%) no consumo de combustível.

Mas a companhia de Paulo Mirpuri não pretende ficar por aqui. Nos planos está a aquisição de mais aparelhos A380, uma vez que a operação do primeiro tem-se relevado um sucesso, com contratos um pouco por todo o mundo.

O interesse da HiFly contrasta com a atitude das companhias aéreas regulares que têm nas suas frotas o “gigante” da Airbus, e que têm anunciado a intenção de os desmobilizar.

A companhia de Paulo Mirpuri opera actualmente com 17 aeronaves.

Comments are closed.