A Hyundai Merchant Marine (HMM) prepara o lançamento de um comboio de mercadorias completo entre a Coreia do Sul e a Europa através da Trans China Railway (TCR).

Comboio China-Riga

O transportador marítimo de bandeira da Coreia Sul anunciou que irá recolher as mercadorias nos portos sul-coreanos e, em seguida, enviá-las para Qingdao e Rizhao, na província chinesa de Shandong, e daí para Chengdu, na província de Sichuan (Sudoeste da China). As cargas seguirão então para Dostyk, no Cazaquistão, e para a Polónia no Trans Siberian Railway.

A Samsung, a LG, a Hyundai Glovis e vários outros grupos sul-coreanos terão já manifestado o seu interesse no uso do comboio-bloco da HMM para o transporte de produtos de alto valor acrescentado.

A rota proposta pela HMM demora entre 18 a 23 dias, da Coreia do Sul à Polónia. Este tempo de trânsito compara com os 35 a 40 dias do envio por navio.

Os custos, no entanto, são consideravelmente mais elevados. O custo do envio de mercadorias pelo TCR é de 7 000 dólares (5 950 euros) por TEU, contra 4 000 (3 400 euros) na rota marítima.

“Estamos a fazer esforços para melhorar a competitividade do comboio-bloco TCR em termos de preços”, afirmou, citada pela agência “Yonhap”, fonte Ministério da Terra, Infra-estruturas e Transportes da Coreia do Sul.

“Fizemos alguns progressos nas negociações de subsídios com os governos provinciais chineses. Precisamos de reduzir a dependência de 99% da via marítima para a entrega das exportações”, acrescentou a mesma fonte.

 

 

Tags:

Os comentários estão encerrados.