A Hyundai Merchant Marine (HMM) prepara-se para receber 720 mil milhões de wons sul-coreanos (594,2 milhões de euros) de fundos estatais. O montante será aplicado na melhoria da saúde financeira da empresa e no financiamento de encomendas de porta-contentores e navios-tanque.

HMM

Do total que a Korea Shipping Co, financeira criada por Seul para apoiar as companhias nacionais de transporte marítimo, vai colocar na HMM, cerca de 150 mil milhões de wons sul-coreanos (123,8 milhões de euros) serão destinados à compra de acções da companhia e dívidas convertíveis em acções.

Além disso, a HMM vai, com os fundos públicos, encomendar, ainda este ano, cinco porta-contentores e até três navios-tanque. Está também previsto que a Korea Shipping Co compre dez navios da HMM e os ceda novamente à companhia em leasing.

A HMM, que passou por um exaustivo processo de reestruturação no ano passado, tornou-se na maior companhia da Coreia do Sul após o colapso da Hanjin Shipping, em Agosto último. As autoridades sul-coreanas pretendem que a HMM se transforme na companhia de bandeira do país.

A administração da HMM anunciou recentemente planos para a companhia duplicar, para 5%, a quota de mercado no transporte mundial de contentores nos próximos anos.

Aposta no trans-Pacífico

De saída da aliança G6, a HMM prepara para Abril o arranque de três serviços no trans-Pacífico, entre a Ásia e a Costa Oeste dos EUA (Long Beach, no PS1, Los Angeles e Oakland, no PS2,e Tacoma e Vancouver, no PS3).

Segundo a Alphaliner alinhará nestes serviços 19 navios de 6300 a 6800 TEU, numa oferta semanal de cerca de 19 mil TEU.

De acordo com os últimos dados da PIERS, divulgados pela própria HMM, a companhia sul-coreana cresceu mais de 55% em volumes, no trans-Pacífico, em Janeiro, aumentando a sua quota de mercado de 4,9% para 7,5% (atrás da Evergreen, Cosco, Maersk, MSC e APL).

A HMM era terceiro no Ásia-USWC antes do fim da Hanjin Shipping.

 

 

 

 

Comments are closed.