A Daewoo Shipbuilding & Marine Engineering (DSME) entregou à compatriota HMM o segundo de 12 navios de 24 mil TEU que a companhia sul-coreana tem encomendados.

HMM recebe segundo navio de 24 mil TEU

O HMM Copenhagen junta-se ao navio-gémeo HMM Algeciras (ainda a caminho da Europa na sua viagem inaugural) na frota da HMM, reclamando ambos o título de maior porta-contentores do mundo.

Para cumprir as normas da IMO relativas ao teor de enxofre, o navio vem equipado com “scrubbers” e está pronto para ser reconvertido para GNL.

O HMM Copenhagen está equipado com a Smart Ship Platform (DS4) da DSME, ECDIS (sistema electrónico de informação e apresentação de cartas náuticas) e sistema de vigilância.

Este sistema de vigilância, que, em 2019, recebeu o distintivo de segurança digital AL3 SAFE SECURITY da Lloyd’s Register, permite que os armadores diagnostiquem remotamente o estado dos principais sistemas a bordo, como o motor principal, o ar condicionado e os reefers.

O ULCV está, também, equipado com um sistema de navegação inteligente que propõe a rota ideal, com isso permitindo poupar tempo e combustível.

DSME constróis 7 ULCV para a HMM 

A DSME está a construir sete navios porta-contentes de 24 mil TEU para a HMM, que devem ser entregues até ao terceiro trimestre deste ano. Uma vez entregues, as embarcações serão alinhadas nas rotas Ásia-Norte da Europa operadas pela THE Alliance.

Os restantes cinco (dos já referido 12) navios de 24 mil TEU que a HMM tem em carteira de encomendas estão a ser construído pelo também sul-coreano estaleiro naval Samsung Heavy Industries.

Ambas as encomendas foram colocadas em 2018.

A entrega do HMM Copenhagen acontece numa altura muito desafiadora para o sector de construção naval devido à pandemia de Covid-19, que levou muitas companhias a anularem ou adiarem as suas encomendas. No entanto, a DSME manteve-se bastante estável durante este período, principalmente devido ao aumento das vendas de navios a GNL e outras embarcações com elevada tecnologia.

No primeiro trimestre de 2020, a DSME registou vendas de 1,95 biliões de wons sul-coreanos (1,44 mil milhões de euros), um lucro operacional de 297,9 mil milhões (220,5 milhões de euros) e um resultado líquido de 252,5 mil milhões (186,6 milhões de euros). O lucro operacional e o lucro líquido aumentaram 39,8% e 24,2%, respectivamente, em comparação com o mesmo período do ano passado.

 

 

Comments are closed.