Outrora líder incontestado, o porto de Hong Kong terminou o ano de 2019 no oitavo lugar do ranking mundial de contentores.

Hong Kong perdeu mais 6,3% em 2019

No ano passado, Hong Kong movimentou 18,36 milhões de TEU, menos 6,3% que em 2018, prosseguindo assim um declínio que se iniciou em 2011 (quando contou 24,38 milhões de TEU) e que apenas em 2017 (20,77 milhões) teve um raro interregno.

Com mais um resultado negativo, Hong Kong foi ultrapassado, no sétimo lugar do ranking mundial, pelo porto chinês de Qindgao, que só nos primeiros 11 meses do ano movimentou 19,2 milhões de TEU.

No ínicio do ano passado, quatro dos cinco operadores de terminais do porto do enclave criaram a Seaport Alliance, com o objectivo de gerirem conjuntamente a capacidade e, assim, melhor concorrer no mercado global, em particular contra os portos do Sul da China continental. Ao que parece, a iniciativa foi baldada.

Os números definitivos de muitos portos ainda não são conhecidos, mas já é certo que Xangai manteve, e até reforçou, a liderança mundial, à frente de Singapura, que continuou segundo no final de 2019.

Comments are closed.