Depois de Angola, a Hörmann Portugal prepara-se para entrar em Moçambique, para aproveitar o desenvolvimento das actividades logísticas e de transportes naquele país.

O director-geral, Henrique Lehrfeld, disse ao “Económico” que a filial portuguesa do grupo alemão está a elaborar uma “short list” de empresas para “parcerias, num processo que tem todas as condições para ter o sucesso que já temos em Angola” e que deverá ficar concluído nos próximos meses.

Ao contrário do que é prática no grupo, a Hörmann Portugal gere directamente a operação de Angola. “As grandes construtoras portuguesas têm uma forte presença em Angola, e as informações que nos foram chegando sobre aquele mercado levaram-nos a fazer uma proposta à administração do grupo na Alemanha no sentido de ser a Hörmann Portugal a gerir a operação em Angola”, disse Henrique Lehrfeld. O mesmo modelo deverá ser agora seguido para Moçambique.

O grupo Hörmann é líder mundial em sistemas de portas, automatismos e sistemas de elevação.

Comments are closed.