Até ao final do próximo ano, o pólo hospitalar da Universidade de Coimbra disporá de um silo-auto com capacidade para 1 200 lugares, numa parceria entre o Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) e o Serviço de Utilização Comum dos Hospitais (SUCH).

chuc1

Além do silo-auto, de quatro pisos e uma área de 6 500 metros quadrados – que terá acesso aos Hospitais da Universidade através de uma ponte pedonal com tapete rolante – serão requalificados os actuais parques e criados outros, que tornarão possível o estacionamento a 1 240 viaturas.

O polo Hospitais da Universidade de Coimbra (HUC) ficará assim servido com um total de 2 440 lugares, resultado de um investimento de 200 milhões de euros suportado pelos parceiros.

O investimento permitirá ainda a requalificação dos espaços envolventes aos HUC, assim como a requalificação global do campus do pólo Hospital Geral (Hospital dos Covões) e a criação nesta estrutura hospitalar de seis parques de estacionamento com um total de 580 lugares.

O pólo Hospital Pediátrico beneficiará de reorganização e controlo de acessos, permitindo também aos utilizadores, funcionários e familiares a utilização de 650 lugares de estacionamento.

O acordo de parceria prevê um modelo de gestão com partilha de receita entre SUCH e CHUC, e uma solução integrada com um único sistema de controlo global, um único cartão para todos os parques e ainda um conceito de utilizador único no CHUC.

Na apresentação do projecto, que decorreu no pólo Hospitais da Universidade de Coimbra, o presidente do Conselho de Administração do SUCH, Paulo Sousa, destacou que este será um projecto com partilha de receita entre o CHUC e o SUCH (para operação e amortização do investimento).

O responsável salientou que o projecto e a concepção da obra, bem como a gestão operacional (em que se inclui tarifário, investimento, regulamento de funcionamento e prazo de duração), serão concretizados através da assinatura de um protocolo a acertar por consenso entre CHUC e SUCH.

Como vantagens, destacou o privilégio da disciplina, a segurança e a garantia de acesso a utentes e familiares, funcionários e fornecedores, sem constrangimentos exagerados.

O responsável disse ainda que este é o projecto de maior dimensão ao nível de estacionamento e acessos que o SUCH tem em mãos, até pela dimensão do CHUC, o maior centro hospitalar e universitário do país.

A criação de um tarifário social e eventualmente parques não pagos, assim como o benefício de determinada tipologia de utente hospitalar, são também ambições do projecto, que não pretende ser um negócio lucrativo.

O presidente do Conselho de Administração do CHUC, José Martins Nunes, recordou esta ambição com já vários anos e mostrou-se muito satisfeito por este salto na acessibilidade, tornando os Hospitais de Coimbra mais amigos dos utentes, da cidade e dos seus profissionais.

“É uma boa notícia para os utilizadores e para a cidade. Esta solução agora conseguida dá todas as garantias de que o projecto será uma realidade a curto prazo”, sintetizou.

Comments are closed.