A HMM está a negociar com a Maersk Line e a MSC a entrada na aliança 2M. A informação foi avançada pela companhia sul-coreana e já confirmada pelo COO da Maersk Line.

HMM

“Podemos confirmar que nós – 2M – estamos em discussões com a companhia sul-coreana Hyundai Merchant Marine sobre a possibilidade de a HMM aderir à 2M quando a sua participação na aliança G6 terminar, em 2017”, afirmou Soren Soft, citado pelo “Splash”.

“A inclusão de HMM na 2M dar-nos-ia, por exemplo, uma cobertura extensiva e um forte produto no trans-Pacífico. Mas ainda estamos no inicio”, acrescentou.

A notícia das negociações entre a HMM e a 2M é surpreendente, uma vez que até aqui sempre se falou na adesão da companhia à The Alliance, assim tivesse resolvido os seus problemas financeiros. Uma possibilidade reforçada pelos recorrentes rumores e declarações públicas sobre uma possível fusão entre a HMM e a Hanjin Shipping (que já “está” na The Alliance).

A HMM é 14.ª no ranking mundial das companhias de transporte marítimo de contentores, com cerca de 400 mil TEU de capacidade, ou 1,9% de quota. Juntas, a Maersk Line e a MSC têm uma quota de mercado de 28,5%.

Hamburg Süd será a próxima?

Mas as mexidas na 2M poderão não ficar por aqui. Notícias não confirmadas dão conta de negociações para a entrada da Hamburg Süd na aliança.

Sobre isso, o COO da Maersk Line recusou-se a tecer comentários, classificando o tema de especulação.

Especulação ou noticia, parece cada vez mais evidente que as companhias que ficaram de fora das alianças anunciadas para 2017 – a Ocean Alliance e a The Alliance – terão de encontrar rapidamente o seu lugar no mercado global, sob pena de ficarem resumidas à expressão de operadores regionais/de nicho.

Tags:

Comments are closed.