A IAG Cargo reduziu os volumes transportados em 3% no ano passado, face a 2015, enquanto a facturação caiu 6,6%.

IAG Cargo - BA Cargo

Em 2016, a holding que agrega a British Airways, Iberia e Aer Lingus transportou 849 mil toneladas e encaixou um volume de receitas de mil milhões de euros.

No mesmo período, a oferta de capacidade aumentou 10,5%, em parte devido à integração da irlandesa Aer Lingus, o que prejudicou a taxa de ocupação global. Além disso, a yield caiu 9,3% em termos homólogos.

Os responsáveis pela IAG Cargo salientam que o controlo dos custos e o crescimento dos produtos “premium” permitiram à holding compensar parte da pressão sobre a yield e aumentar a quota de mercado em termos de receitas. Os produtos “premium” já representam 20% da oferta da companhia.

A IAG Cargo anunciou que, em 2017, irá investir em infra-estruturas e tecnologia, além de continuar a desenvolver novas instalações “premium”, assim como um novo sistema de gestão de armazém que “transformará o modo como se processa a mercadorias no serviço ‘premium’”.

A companhia adianta ainda que este ano introduzirá inovações para aumentar a digitalização da carga e melhorar a experiência de envio de mercadorias dos clientes.

 

Tags:

Comments are closed.