A IAG Cargo (British Airways e Iberia) aumentou as receitas apesar de ter diminuído os volumes transportados ao longo dos primeiros nove meses do ano, na comparação com o período homólogo de 2016. A Ásia-Pacifico foi a região com o melhor comportamento.

IAG Cargo - Iberia

A IAG Cargo registou receitas de 775 milhões de euros entre Janeiro e Setembro de 2017, um valor que é 4,3% superior ao do mesmo período do ano passado. British Airways e Iberia transportaram um total de 498 mil toneladas, uma queda de 8,3% face aos nove primeiros meses 2016, com 4,22 milhões de toneladas-quilómetro realizadas, um aumento homólogo de 5,9%.

Na apresentação dos resultados, a IAG Cargo indica que as condições de mercado permaneceram difíceis em muitas regiões no período em análise. Apesar disso, o crescimento no negócio na Ásia-Pacífico teve um impacto benéfico no desempenho global, especialmente quando comparado com os maus números do mesmo período do ano passado.

Na análise isolada do terceiro trimestre, a IAG movimentou 167 mil toneladas de carga, 0,6% abaixo do mesmo período do exercício anterior, com 1,434 milhões de toneladas-quilómetro vendidas, um aumento de 7,7%.

Em termos de receitas, a área de mercadorias do grupo registou 259 milhões de euros, mais 7,9% do que entre Julho e Setembro de 2016.

 

 

 

 

Tags:

Comments are closed.