A PayCargo LLC vai desenvolver a ferramenta de pagamentos online da IATA. O sistema IATA-PayCargo já é utilizado no mercado norte-americano.

Nos Estados Unidos, a Cargo Network Services (CNS), subsidiária da IATA, utiliza o sistema PayCargo-CNS desde 2017. A PayCargo indica que a ferramenta implantada nos EUA já atraiu 20 mil utilizadores de todo o mundo. A ideia é agora implantar a plataforma à escala internacional.

Na prática, o PayCargo funciona um pouco, ou muito, como o sistema PayPal, utilizado já por milhões para o pagamento de compras. O sistema foi já apresentado em Portugal, numa iniciativa da Maeil a que o TRANSPORTES & NEGÓCIOS se associou.

“A parceria com a PayCargo à escala mundial trará maior eficiência e redução de custos à cadeia de valor da carga aérea ao simplificar os processos de pagamento das operações de importação de carga aérea e permitir uma entrega mais rápida”, refere, citado em comunicado, Aleks Popovich, vice- presidente sénior da IATA com a responsabilidade pelos serviços financeiros e pela distribuição.

Do ponto de vista operacional, a plataforma de pagamento é baseada numa tecnologia que permite que estruturas ou empresas registadas façam pagamentos seguros aos seus fornecedores.

A plataforma indica ter, no presente, registados cerca de 4 000 operadores, incluindo Hapag Lloyd e Hamburg Süd para o transporte marítimo, Air France, LAN Cargo, Swissport, Air General e Total Air para a carga aérea, bem como centenas de terminais e estações CFS.

“Mais de 1 000 desses fornecedores libertam a carga uma hora depois de receber a notificação ‘Approved’ da PayCargo. Todos os restantes fornecedores libertam a sua mercadorias o máximo até a manhã seguinte”, garante.

 

Tags:

Comments are closed.