A percentagem de carregadores que recorrem aos serviços de transitários digitais já ascende a 72%, de acordo um estudo da iContainers sobre a percepção dos utilizadores de transporte marítimo.

Na sua escolha, o que os carregadores mais valorizam, de acordo com a análise, é ​​a conveniência e a gestão de documentos online (46% dos entrevistados destacaram-no). Também em destaque (23% dos inquiridos) surge a possibilidade de obtenção rápida de cotações.

A melhor relação preço-qualidade é realçada por 17% dos clientes do sector auscultados pela iContainers, percentagem semelhante à dos que indicam o acesso a um maior número de rotas e taxas como a principal vantagem.

Digitalização será a regra em cinco anos

Nesse contexto, 75% dos entrevistados acreditam que o recurso a serviços digitais para a reserva de transporte marítimo de mercadorias será generalizado em menos de cinco anos.

Entre os inquiridos pela iContainers, 96% acreditam que a transformação do sector em direcção ao mundo digital trará valor aos clientes e que esse processo de mudança já começou (indicado por 67%).

A generalidade dos entrevistados acredita que a incorporação de novas tecnologias lhe trará benefícios dignos de nota, como o acesso a uma gama maior de operadores, serviços mais rápidos de contratação e distribuição, maior transparência de preços e processamento e gestão mais fáceis.

 

Comments are closed.