A International Chamber of Shipping (ICS) alerta para o “caos e confusão” que podem acontecer a partir de 1 de Janeiro de 202o com a entrada em vigor das novas regras sobre os limites de enxofre do combustível dos navios.

Desde logo, a ICS avisa para a necessidade/dificuldade em garantir a disponibilização do “novo” combustível em todos os portos do mundo.

Por isso, a associação reclama dos stakeholders nacionais, de todos os países, um forte empenho para garantirem a oferta capaz de combustível com baixo teor de enxofre, como o exigem as novas regras da IMO.

Na mesma linha, a ICS pede a harmonização dos standards a nível mundial, de modo a evitar disparidades regionais que, na prática, poderão criar situações de concorrência desleal e mitigarão os esforços de redução das emissões contaminantes do shipping à escala mundial.

A partir de 1 de Janeiro de 2020, os navios só poderão consumir combustível com um teor máximo de enxofre de 0,5%.

 

Os comentários estão encerrados.