Um dia depois de Bruxelas ter ameaçado com o Tribunal de Justiça, o INAC anuncia o concurso para o estabelecimento de um segundo operador de handling no aeroporto de Faro.

Em linha com as regras europeias aplicáveis, a licença de operador de handling será concedida por um prazo de apenas sete anos, de forma a garantir que o mercado não fique “fechado”.

No ano passado a Groundforce decidiu fechar a escala de Faro, o que deixou a Portway como único operador de handling naquele aeroporto, levando o INAC a desencadear o processo para a concessão de uma segunda licença.

Entretanto, o INAC estará a preparar o lançamento de concursos para a assistência em escala nos aeroportos de Lisboa e Porto, sendo que aí já há dois operadores em actividade.

Ontem a Comissão Europeia enviou a Portugal um parecer fundamentado instando as autoridades nacionais a cumprirem com a liberalização do mercado de handling aeroportiuário.

Portugal tem dois meses para responder a Bruxelas, sendo que os concursos promovidos pelo INAC e a venda de uma participação maioritária na Groundforce poderão sanar a questão.

Comments are closed.