O Grupo PSA movimentou no ano passado 85,2 milhões de TEU, mais 5,2% que no exercício anterior, alavancado pela actividade internacional.

Em Sines, a PSA prolongou a concessão do Terminal XXI

Em Singapura, a PSA processou 36,9 milhões de TEU, 1,6% acima do realizado em 2018. Singapura é o segundo maior porto de contentores do mundo.

Mais forte foi a performance internacional do grupo, com um crescimento homólogo de 8,1% e uma produção total de 48,3 milhões de TEU. Para isso contribuiu também o alargamento do portefólio do grupo, com a integração da Gdansk, PSA Halifax e Penn Terminals.

Na verdade, 2019 fica também marcado pela entrada da PSA na América do Norte, assim alargando a sua cobertura mundial.

A PSA Internacional detém, como é sabido, o Terminal XXI. Os números finais de 2019 ainda não foram divulgados, mas tudo aponta para uma quebra na movimentação de contentores. Ainda assim, o ano findo ficou marcado, em Portugal, pela assinatura do contrato de renegociação da concessão do terminal de contentores de Sines, que prevê mais 20 anos de exploração como contrapartida a um investimento de 547 milhões de euros.

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*