A Infraestruturas de Portugal (IP) anunciou hoje o lançamento da empreitada para a ligação ferroviária de Elvas à fronteira.

IP - Elvas-fronteira

São 11 quilómetros apenas, com um investimento associado de 18,5 milhões de euros, mas que trata-se da primeira empreitada do futuro Corredor Internacional Sul, que há-de ligar Sines, Setúbal e Lisboa a Espanha e, através dela, à Europa.

Na prática, a empreitada agora anunciada representa a modernização de um troço da Linha do Leste. Entre as intervenções previstas destacam-se a ampliação da estação de Elvas, a renovação integral da superestrutura, a preparação para a instalação da sinalização electrónica, a supressão das passagens de nível e a renovação das pontes sobre o Caio e a Caiola.

O Corredor Internacional do Sul representará um investimento de mais de 626 milhões de euros, com uma comparticipação comunitária que deverá ascender a 356,7 milhões de euros.

Quando concluída, a nova ligação aumentará substancialmente a capacidade da via, em particular na relação com o porto de Sines, dos actuais 36 comboios de 400 metros para 51 composições de 750 metros, destaca a IP.

Vocacionado para o transporte de mercadorias, o Corredor Internacional Sul será desenvolvido em bitola ibérica mas estará apto para a adopção da bitola UIC, quando Espanha fizer a migração do lado de lá da fronteira.

 

 

 

Comments are closed.