A Infraestruturas de Portugal (IP) propõe-se investir 50 milhões de euros na modernização de mais um subtroço, de 25 quilómetros, da Linha da Beira Alta.

Mais 50 milhões para modernizar a Linha da Beira Alta

Foi hoje publicado em Diário da Repúblico o concurso para a empreitada de Modernização do subtroço Cerdeira – Vilar Formoso, da Linha da Beira Alta. O investimento previsto é de 50 milhões de euros e a obra deverá ser desenvolvida em 729 dias (cerca de dois anos).

Em causa está a modernização da integral da via entre Cerdeira e Vilar Formoso, numa distância de 25 quilómetros. Entre os trabalhos a realizar destacam-se a remodelação dos lay-outs das estações de Cerdeira, Noémi e Vilar Formoso para permitir a operação de comboios de mercadorias de 750 metros de comprimento, e a criação de variantes ao traçado actual para reduzir pendentes e aumentar a velocidade de circulação.

A empreitada hoje lançada a concurso complementa uma outra, já em curso, de modernização do subtroço Guarda – Cerdeira, num percurso de 16 quilómetros. No total, a modernização do troço Guarda – Vilar Formoso implicará um investimento de 58,5 milhões de euros.

A Linha da Beira Alta integra o caminho mais curto entre a costa Atlântica, passando por França, até à Europa do Norte, sublinha a IP no comunicado em que dá conta do concurso hoje lançado.

Comments are closed.