A Islamic Republic of Iran Shipping Lines (IRISL) prepara para Março o lançamento  de um serviço regular de transporte de contentores entre a Europa / Mediterrâneo, Médio Oriente e Índia, adiantam várias fontes.

IRISL

A confirmar-se, será o regresso das ligações entre o Irão e a Europa, cinco anos depois, resultado do levantamento do embargo económico ao regime de Teerão.

No imediato as operações poderão ser asseguradas pela HDS Lines, uma subsidiária privada da IRISL, criada no início do embargo, e que opera seus navios de 5 800 TEU.

O serviço poderá ligar o porto de Bandar Abbas, no Golfo Pérsico, aos portos de Felixtowe, Hamburgo, Le Havre ou Roterdão, no Norte da Europa, Génova, Istambul ou Malta, no Mediterrâneo, e Nhava Sheva, na Índia.

Há dias, a IRISL e CMA CGM firmaram um memorando de entendimento para o estabelecimento de serviços conjuntos, através da cedência de slots.

Mas a IRISL não deverá querer ficar por aqui. No sector fala-se em planos para compras massivas de porta-contentores, de 14 000 ou mesmo 18 000 TEU.

A última vez que a IRISL teve ligações à Europa foi em 2010, precisamente através da subsidiária HDS Lines. O cenário do mercado mundial de contentores é, porém, hoje muito diferente com os preços dos fretes em mínimos históricos e sobrecapacidade de oferta.

Os planos do regime de Teerão para a área dos transportes são ambiciosos. Ainda na semana passada o Irão e a Airbus acordaram, em princípio, a compra/venda de 118 aviões para a companhia de bandeira iraniana.

 

 

 

 

 

Tags:

Comments are closed.