O Grupo Europeu de Reguladores Independentes (IRG-Rail) aposta em contribuir para a recuperação do transporte ferroviário da crise de Covid-19.

IRG-Rail: Ferrovia é fundamental para superar a crise

O IRG-Rail reuniu os seus 27 membros na primeira Assembleia Plenária de 2020 para definir um conjunto de medidas para ajudar na recuperação do sector ferroviário, gravemente afectado pelo surto de Covid-19.

A propósito, o grupo de reguladores (que a AMT integra em representação de Portugal) sublinhou que, apesar das dificuldades, o transporte ferroviário não parou e foi essencial para garantir a continuidade do abastecimento das populações (e a mobilidade das pessoas).

Todavia, reconheceu, o sector foi fortemente atingido e a sua recuperação irá exigir esforços sem precedentes.

Em consequência, o IRG-Rail diz-se empenhado na cooperação regulatória transfronteiriça, na coordenação, e na coerência dos processos administrativos, uma vez que, sublinhou, as restrições unilaterais para os mercados ferroviários devem ser apenas de natureza temporária.

O IRG-Rail comprometeu-se, ainda, a continuar a monitorizar os mercados e a defender os princípios da proporcionalidade e não discriminação, estabelecendo um equilíbrio entre as medidas consideradas urgentes e a necessidade de salvaguardar uma concorrência leal no mercado ferroviário, bem como garantir condições concorrenciais equitativas entre todos os modos de transporte.

A recuperação da crise de Covid-19 demorará certamente anos e nela a ferrovia terá seguramente um papel fundamental. Por isso, o IRG-Rail continuará a promover orientações claras para o investimento na infraestrutura e operações na ferrovia que estejam em linha com os objectivos verdes e económicos em toda a Europa.

Da Assembleia Plenária do IRG-Rail saiu uma Declaração que pode ser lida aqui.

 

 

Comments are closed.