O governo irlandês poderá aprovar nas próximas semanas a venda da Aer Lingus ao grupo IAG, avança a imprensa local.

Aer Lingus

 

O ministro dos Transportes, do Turismo e do Desporto, Pascual Donohoe, confirmou que o governo de Dublin reuniu, na sexta-feira, com responsáveis da holding que detém a British Airways, a Iberia e a Vueling para discutir de novo a proposta.

Recorde-se que Dublin recusou, em Fevereiro, aquela que foi a terceira oferta feita pela IAG, avaliada em 1,3 mil milhões de euros. Na altura, a justificação do governo irlandês – que detém 25% do capital da companhia aérea – foi necessitar de mais esclarecimentos sobre o impacto na actividade da companhia aérea e nos aeroportos do país. O Executivo solicitou ainda informações sobre o crescimento das rotas transatlânticas da Aer Lingus e sobre as ligações dos aeroportos do país a Heathrow.

A proposta da IAG assegura que serão operados 23 slots de rotas de/para a Irlanda durante cinco anos. A oferta contempla ainda um compromisso específico de três slots diários para a rota Heathrow-Shannon e quatro slots diários para Heathrow-Cork.

As autoridades irlandesas consideram, porém, os cinco anos um período de tempo insuficiente, de acordo com o “The Irish Times”. Ainda assim, o próprio ministro Donohoe sublinhou que o facto de haver novas negociações “demonstra que há interesse em encontrar uma solução”.

Para a OPA da IAG sobre a Aer Lingus ter sucesso terá ainda de ser aceite pela Ryanair, que detém 29,9% da companhia. A “low cost” irlandesa já tentou, também, comprar a Aer Lingus e contestou desde a primeira hora a iniciativa da holding britânica.

Tags:

Comments are closed.