A IRU aplaude os objectivos de Bruxelas para as emissões de CO2 do transporte rodoviário de mercadorias, mas avisa que a redução de 35% até 2030 proposta é irrealista . . .

 

*** CONTEÚDO DE ACESSO RESERVADO. FAÇA LOGIN OU TORNE-SE ASSINANTE T&N ***