O sector do transporte rodoviário de longo curso pretende que as instituições comunitárias e os Estados-membros criem parques seguros para camiões em toda a União Europeia.

A União Internacional dos Transportes Rodoviários (IRU) e a Federação Europeia dos Trabalhadores dos Transportes (ETF), que indicam que um em cada quatro transportadores já foi alvo de ataque ou roubo, reuniram com a comissária europeia dos Transportes, Violeta Bulc, para discutir o tema.

Actualmente, a UE só tem 300 mil lugares de estacionamento e desses apenas alguns oferecem serviços básicos e de segurança. São necessários mais 100 mil lugares em parques seguros.

“Os nossos motoristas precisam e merecem melhores e mais seguras condições de descanso”, afirmou a comissária.

Violeta Bulc afirmou a Comissão, que concluiu um estudo sobre o tema há pouco, está ciente da magnitude do problema e que “a UE está a tomar medidas, incluindo o financiamento activo de áreas de estacionamento e definição de normas para áreas de estacionamento de alta qualidade”.

Atracção de profissionais

A falta de áreas de estacionamento seguras e protegidas tornou-se num dos principais obstáculos para atrair motoristas.

“O sector já enfrenta uma grave escassez de motoristas e para atrair novos talentos precisamos de boas condições de trabalho. Em concreto, queremos atrair mais jovens e mulheres à profissão e a disponibilidade de zonas de estacionamento seguro e confortável são uma condição prévia para tal”, de acordo com Matthias Maedge, porta-voz IRU.

O responsável pelo transporte rodoviário na ETF, Roberto Parrillo, considera que o estacionamento seguro e confortável é essencial para se poder considerar que os motoristas têm condições de trabalho. “Infelizmente, as zonas de estacionamento estão sobrelotadas e faltam até instalações básicas”.

 

 

 

Tags:

Comments are closed.