A IRU avisa que o problema da falta de motoristas deverá agravar-se em 2020 na Europa.

Uma pesquisa realizada pela organização internacional junto de 965 companhias do sector com sede em 10 países europeus revela que a preocupação com a falta de motoristas passou de 23%, em 2019, para 36%, este ano. Um aumento de 13 pontos percentuais, com um crescimento maior em países como a Polónia e a Roménia.

Em concreto, prevê-se que a falta de motoristas nos operadores polacos aumente 15 pontos percentuais para chegar a 37%, enquanto na Roménia deverá atingir os 62%.

A IRU atribui parte do problema ao aumento da idade média destes profissionais na Europa, que está nos 45 anos. Apenas 7% dos motoristas profissionais europeus têm menos de 25 anos, o que significa, de acordo com a organização, “que há muito que fazer para aproximar a profissão dos jovens”.

 

Tags:

Comments are closed.