A Federação Internacional dos Trabalhadores dos Transportes (ITF) promoveu a criação de uma aliança internacional entre os sindicatos dos trabalhadores portuários de 17 terminais da DP World espalhados pelo mundo.

DP World - Jebel Ali

O objectivo da ITF DP World  é elevar as exigências em temas como a saúde e segurança, a automação e os vínculos laborais, foi dito numa conferência internacional de estivadores que decorreu recentemente na Cidade do Cabo, na África do Sul.

Paddy Crumlin, presidente da ITF, e responsável pela secção dos estivadores, salientou a propósiti que a união agora anunciada é uma resposta às multinacionais.

“Esta aliança faz parte de nossa resposta contínua às multinacionais globais que se comportam de forma diferente, consoante onde estejam a operar no mundo. Não podemos nem aceitaremos isso. Estamos na procura de padrões mínimos gerais relativos à saúde e segurança, automação e vínculos laborais. Estamos prontos a afirmar que, quer se esteja na Índia, no Canadá, na América do Sul ou no Reino Unido, as actividades de repressão sindical não serão toleradas e que existe uma rede global de sindicatos prontos para demonstrar isso”.

Crumlin solicitou à DP World que aplique padrões consistentes e transparentes de trabalho digno, reconhecimento sindical e respeito pelos parceiros sociais e direitos de negociação em todas as suas operações em todo o mundo.

 

 

 

 

Os comentários estão encerrados.