A Iveco apresentou o camião de longo curso S-Way, que conclui o ciclo de renovação da marca iniciado com o Stralis XP.

Com arranque de produção marcado ainda para este Verão e chegada das primeiras unidades antes do fim de 2019, o S-Way será, de acordo com o construtor italiano, 100% conectado. A Iveco pretende responder a um mercado que, prevê a marca, representará 90% das vendas de camiões na Europa em 2020.

O S-Way terá, por isso, informações em tempo real sobre o tráfego, assistência remota e manutenção preditiva, entre muitos outros recursos. Esta conectividade é baseada na plataforma na cloud Azure da Microsoft, que recebe, analisa e processa os dados recebidos do veículo e, a partir daí, oferece serviços ao cliente.

No interior, realce para o touchscreen capacitivo de sete polegadas que confere acesso ao novo sistema de infotainment de última geração que permite ao condutor ter a sua vida digital a bordo, com compatibilidade para smartphones, através do Apple Car Play. Também oferece Bluetooth para funcionamento mãos-livres e reprodução de áudio, rádio digital (DAB), reconhecimento de voz e um sistema de navegação para camiões.

Em termos estruturais, destaque para o facto de o design da cabine do S-Way também abordar a segurança do motorista, fruto da estrutura reforçada (ECE R29.03 compatível com os testes de impacto de cabina) e uma visibilidade substancialmente melhorada em todo o seu redor e sob todas as condições. Além da habitabilidade, também a aerodinâmica melhorou, com a Iveco a contabilizar reduções de consumos e emissões do veículo até aos 4%.

Em termos de motorizações, a marca do grupo CNH Industrial dotou o Iveco S-Way de motores diesel Euro 6 com 9, 11 e 13 litros e potências de 330 a 570 cv. Além disso, seguindo a tradição da marca, o camião terá motores a gás natural (GNC e GNL) com 9 e 13 litros com potências entre 270 e 460 cv, com autonomias de até 1 600 km.

 

Tags:

Comments are closed.