Em Fevereiro, as vendas de pesados de mercadorias em Portugal voltaram a acelerar: 36,7% em termos homólogos. A Iveco destacou-se e destronou a Scania da liderança do mercado em 2015.

Em Fevereiro matricularam-se 227 camiões e a marca italiana contabilizou 64 (mais 146%). A Scania registou 34 (mais 79%), e a Volvo 29 (mais 4%). A DAF contou 21 matrículas mas cresceu 425%.

Num mercado em alta, a MAN foi a marca que mais perdeu: 37% para 26 camiões registados. A Mitsubishi recuou 33% e a Isuzu 50%.

Pelo meio, a Renault Trucks cresceu 33% para as 20 matrículas e a Mercedes repetiu as 17 de há um ano.

No balanço dos dois primeiros meses de 2015, o mercado português de camiões vale 572 matrículas (mais 25% em termos homólogos) e é liderado pela Iveco com 131 registos (mais 191%).

A Scania é agora segunda, com 99 matrículas (mas 74%), seguida da Renault Trucks, com 72 (mas 74%) e da Volvo com 66 (mais 8%).

A DAF cresce 829% e conta 65 matrículas, à frente da MAN, que cai 45% para 63 matrículas. A Mercedes está pior: recua 52% e fica-se pelas 33 vendas matriculadas.

Tags:

Comments are closed.