A JetBlue, de David Neeleman, accionista da TAP, estreou as encomendas do novo A220-300 da Airbus, desenvolvido pela Bombardier.

JetBlue, de David Neeleman, encomenda 60 A220

A JetBlue (EUA) encomendou 60 aparelhos, num investimento 5,37 mil milhões de dólares (a preços de catálogo).

Os A220-300 são o mais novo membro da família Airbus e resultam da compra pelo construtor europeu do negócio da Série C da Bombardier.

Os novos aparelhos são construídos no Canadá (e, a partir de 2020, também nos EUA). Podem transportar 130-140 passageiros a uma distância máxima de 6 110 quilómetros, com custos operacionais por assento 13% inferiores aos da rival Embraer (em breve Boeing).

Antes da venda do negócio à Airbus, a Bombardier contratou a venda de 402 aparelhos da Série C. Actualmente estão em operação 38, ao serviço da Swiss, Korean Airlines e Baltic Air.

Em simultâneo, a JetBlue e a Airbus acordaram a troca de uma encomenda de 25 A320neo por outros tantos A321neo, avaliados em 8,6 mil milhões de dólares a preços de catálogo.

 

 

Tags:

Os comentários estão encerrados.