A Kalmar vai fornecer um terminal de contentores autónomo para operar o Yara Kierkland, o primeiro navio feeder 100% eléctrico do mundo, que deverá começar a navegar no próximo ano.

O acordo entre a Kalmar e a Yara, o produtor norueguês de fertilizantes que está a promover a construção do novo navio (em parceria com a Kongsberg), prevê a instalação de um terminal de contentores autónomo, assim como a automatização do transporte entre a fábrica e o porto.

A solução a implementar pela Kalmar compreende o fornecimento de um Kalmar Automated Rail Mounted Gantry Crane (AutoRMG), três  Kalmar FastCharge AutoStrads, uma estação de carregamento FastCharge e os inerentes sistemas de comunicação e segurança.

O AutoRMG será o primeiro 100% automatizado para a carga e descarga dos navios, e os FastCharge AutoStrads circularão de forma autónoma na via pública, entre o terminal portuário e o complexo fabril da Yara.

A autonomização será implementada de modo faseado, sendo que o objectivo final é atingir uma solução 100% autónoma e de emissões zero num ambiente industrial e de tráfego misto.

O Yara Bierkeland transportará os fertilizantes produzidos pela Yara, por vias navegáveis interiores, até aos portos de Larvik e Brevik, para exportação, retirando da estrada cerca de 40 mil camiões/ano numa zona densamente povoada da Noruega.

» Primeiro porta-contentores autónomo anunciado para 2020

» Noruegueses criam primeira companhia de transporte autónomo

Os comentários estão encerrados.