A Kuehne + Nagel passou a divulgar em cada factura o nível total de emissões de CO2 geradas pelo transporte marítimo em causa. O objectivo é ajudar os clientes a identificarem, gerirem e potencialmente minimizarem a pegada de carbono das suas operações de transporte.

K+N

A companhia garante ser a primeira a disponibilizar esta informação no transporte marítimo. “O nosso objectivo é aumentar a visibilidade sobre o impacto ambiental na cadeia de abastecimento do transporte marítimo. Isso melhorará a tomada de decisões em relação às emissões de carbono”, refere, em comunicado, Otto Schacht, o director do transporte marítimo da Kuehne + Nagel International.

Para o cálculo dos dados de CO2, a Kuehne + Nagel usa dados da sua ferramenta Global Seafreight Carbon Calculator, que fornece informação instantânea das emissões de CO2, SOx e NOx para movimentos de cargas completas (FCL) e cargas de grupagem (LCL) porta-a-porta.

Os dados das emissões de FCL entre portos são compilados pelo Clean Cargo Working Group. Este grupo de trabalho é composto por companhias de transporte marítimo que representam 87% dos movimentos globais de contentores.

 

Comments are closed.