A partir de Julho a Linhas Aéreas de Moçambique (LAM) suspenderá, temporariamente, os voos directos entre as capitais de Moçambique e de Angola, informou a transportadora em comunicado enviado à “Lusa”.

LAM

 

A suspensão dos voos que ligam Maputo e Luanda visa garantir maior rentabilidade da empresa face à conjuntura económica difícil que Moçambique atravessa, na medida em que a rota tem registado pouca adesão, de acordo com a nota de imprensa.

“Os voos directos na rota Maputo/Luanda poderão ser retomados logo que condições de mercado tornarem isso possível”, lê-se no comunicado, que acrescenta que as “mudanças em curso na LAM visam habilitar à companhia aérea a melhor servir os seus passageiros, em benefício da economia de Moçambique”.

Em Fevereiro, a companhia aérea de bandeira moçambicana mudou a composição do seu conselho de administração, que passou a ser liderado por António Pinto Abreu, em substituição de Silvestre Sechene, que estava à frente da empresa desde Julho de 2014.

Tags:

Os comentários estão encerrados.