A LD Lines aceitou vender a posição de 87% que tem no capital da GLD Atlantique, a concessionária da AEM Gijón-Nantes.

AEM Gijon-Nantes

A decisão abre caminho a que outra empresa possa assumir a operar da AEM Gijón-Nantes.

O único obstáculo ao regresso do serviço é que, até ao momento, a Puertos del Estado recebeu apenas uma oferta formal: do empresário Rafael Riva Meana. A companhia que era apontada como a principal candidata, a Brittany Ferries, ainda não apresentou qualquer proposta e a Grimaldi, que também foi cogitada para assegurar a AEM, recusou.

A LD Lines operou o serviço entre Gijon e Nantes durante três anos, até à sua interrupção, a 18 de Setembro do ano passado. A companhia justificou a decisão com o facto de a operação não ser rentável sem os apoios públicos.

Comments are closed.