O movimento de mercadorias no porto de Leixões atingiu os 1,4 milhões de toneladas em Janeiro, anunciou a APDL.

De acordo com a administração portuária, o primeiro mês de 2011 foi um dos melhores meses da história de Leixões, com um crescimento homólogo de 29%, ou 320 mil toneladas.

O aumento exponencial da movimentação de granéis alimentares, que mais do que quintuplicou até às 325 mil toneladas, é a principal explicação para o forte resultado de Leixões em Janeiro.

A carga contentorizada igualmente deu uma importante ajuda, tendo crescido 23%, de 362 mil para 447 mil toneladas. O TCL registou o melhor da sua história com a movimentação de 44 183 TEU (mais 19% que há um ano).

A carga geral fraccionada também avançou 10%, para as 63 mil toneladas. Ao invés, os granéis líquidos cederam 6% para as 576 mil toneladas.

Em Janeiro, Leixões recebeu 218 navios, 12% mais que há um ano, e com um aumento de 16% na tonelagem bruta.

Na “luta” pela liderança nas exportações, que agora parece discutir-se entre Leixões e Sines, o porto nortenho reclama um aumento de 60% em Janeiro, com um incremento de 66% nas expedições para países não comunitários, e de 54% para destinos da UE. No geral, a carga embarcada em Janeiro, em Leixões, cresceu 33%, para as 428 mil toneladas, ao passo que as descargas avançaram 28% para as 985 mil toneladas.

 

 

Comments are closed.