O porto de Leixões movimentou nos três primeiros meses do ano 4,2 milhões de toneladas, com isso superando o anterior máximo do primeiro trimestre, fixado em 2008, com quatro milhões de toneladas.

Em termos homólogos, o resultado do trimestre representa um ganho de 5%, conseguido exclusivamente à custa das cargas, que avançaram 22% para próximo dos 1,6 milhões de toneladas, e superaram a quebra de 3% nas descargas (2,6 milhões de toneladas).

A carga contentorizada avançou 10%, para os 1,4 milhões de toneladas movimentados, com o TCL a processar 137 460 TEU, mais 11% que há um ano e também um resultado recorde.

A movimentação de granéis líquidos também subiu 10%, até aos 1,9 milhões de toneladas. A carga geral fraccionada aumentou ainda 2%, para cerca das 182 mil toneladas.

Em perda estiveram os granéis sólidos. Foram os únicos. Cederam 14%, com um registo acumulado de 626 mil toneladas.

O bom resultado de Leixões no primeiro trimestre foi, todavia, garantido nos dois primeiros meses do ano. No final de Fevereiro os ganhos acumulados chegavam aos 20%. Em Março, ao invés, os números ficaram mais de 15% abaixo do conseguido há um ano: 1,4 milhões contra 1,6 milhões de toneladas, respectivamente.

Em forte alta, no primeiro trimestre, esteve também a actividade dos cruzeiros. Entre Janeiro e Março passaram por Leixões 4 775 turistas, total que compara com os 1 701 de há um ano.

Comments are closed.