Depois de ter terminado 2016 em forte alta, o porto de Leixões arrancou 2017 a perder contentores face ao mês homólogo, de acordo com os dados divulgados pela concessionária TCL.

Em Janeiro, o Terminal de Contentores de Leixões processou 48 584 TEU, resultado que representa uma quebra de 8,9% face ao realizado no primeiro mês de 2016.

Em unidades movimentadas a quebra foi maior, atingiu os 10,6%. A discrepância confirma a tendência para a utilização crescente de contentores de maiores dimensões (40″ e 45″).

Contextualizando o resultado de Janeiro, a concessionária refere que a comparação homóloga é feita com o melhor Janeiro dos últimos anos. E, de facto, há um ano o TCL processou 53v 327 TEU, a crescer então 13%.

Recorde-se que no ano passado Leixões e o TCL falharam por muito pouco o recorde absoluto de movimentação de contentores. Os 648 800 TEU contabilizados representaram um crescimento de 5,5% face a 2015 mas foram curtos para superar os 659 050 TEU de 2014.

 

Comments are closed.