Depois de ter fechado 2001 com um recorde absoluto, Leixões arrancou em 2012 com um registo de 1,5 milhões de toneladas movimentadas, 7% acima do realizado no mês homólogo anterior.

Em linha com o verificado no ano findo, as cargas embarcadas tiveram um comportamento muito mais positivo, em termos relativos, tendo avançado 19%, para as 509 mil toneladas, ao passo que as descargas apenas cresceram 2%, para a casa do milhão de toneladas.

Desta feita, porém, foram os granéis líquidos os principais “culpados” do resultado positivo do porto nortenho, ao avançarem 37% para as 789 mil toneladas.

Os contentores também deram uma ajuda, com um crescimento de 8%, para 481 mil toneladas. O movimento de 44 608 TEU (mais 1% em termos homólogos) transformou este no melhor Janeiro de sempre do TCL.

Em quebra estiveram a carga geral fraccionada e os granéis sólidos. No primeiro caso, o recuo foi de 11%, para as 56 mil toneladas; e no segundo atingiu os 44%, com um total abaixo das 182 mil toneladas.

Em forte alta esteve o negócio dos cruzeiros, com o movimento de passageiros a mais do que triplicar, de 832, há um ano, para 2 753 agora.

Comments are closed.