No primeiro semestre, o movimento de contentores em Leixões ficou-se pelos 303 492 TEU, anunciou a TCL.

TCL

Na comparação com o período homólogo do ano passado, verifica-se uma quebra de 6,4%, em TEU, ou de 7% meu unidades movimentadas (190 483).

A justificar a quebra, depois de anos de sucessivos recordes, a concessionária do terminal de contentores do porto nortenho sublinha o decréscimo de cerca de 30% nas exportações para Angola, fruto das dificuldades da economia local.

Em Junho, o resultado da movimentação de contentores em Leixões voltou a ser negativo, mas apenas em 1%, com um total de 53 854 TEU processados.

A MSC é a companhia que mais contentores movimentou em Leixões no primeiro semestre, seguida da Maersk Lines e do Grupo CMA CGM, ainda segundo a TCL.

Comments are closed.